27/04/2015

Substitutos para o rack de TV

Deslocar um móvel do seu contexto original e atribuir a ele uma nova função é um dos exercícios mais simples para obter uma decoração despojada. A cadeira que pertence à ambientes como a cozinha e sala de jantar, pode ser trazida para o quarto e servir de criado-mudo. Diferentes móveis como um banco ou um baú podem ganhar função de mesa de centro. Para continuar a brincadeira e comprovar a multi funcionalidade dos móveis, hoje vamos mostrar alguns substitutos para o rack de TV.
Substitua o rack pela cômoda na sala de TV!
Uma cômoda rústica para amparar a TV
Uma cômoda pode fazer as vezes de rack de TV, seja no quarto ou na sala de TV. Robustas, elas oferecem várias gavetas e bastante espaço para guardar fios de eletrônicos, revistas, DVDs, discos… Uma opção superbonita para quem prefere algo de presença para amparar a TV e deixá-la em destaque.
Estante faz as vezes de rack de TV
As estantes também podem fazer parte da sua sala de cinema particular. Com nichos vazados, elas expõem livros, acessórios decorativos, coleções…
Prateleiras no lugar da rack de tv
Uma prateleira reforçada fica superbacana na sala de TV. As vantagens de utilizá-la são muitas: o visual fica bonito e limpo, você aproveita o espaço vertical da sua parede para instalar outras prateleiras em cima e ainda tem a chance de aproveitar o espaço na parte de baixo para organizar itens em caixotes e cestos organizadores.
Buffet usado como rack de TV
Se você gosta do estilo retrô, aproveite para emprestar o buffet da sala de jantar e trazê-lo para a sala de TV. Super charmosos, eles garantem uma altura confortável para quem está do sofá assistindo, além de oferecer espaço de sobra em portas e gavetas para manter o ambiente em ordem.
Rack para TV feito de caixote
Também dá para investir em uma solução DIY super econômica! Com vários caixotes dá para montar um rack bem descontraído — mas lembre-se de deixá-lo reforçado para que aguente o peso da sua TV.


Quando eu mudei de apartamento, quis levar o armário da cozinha que eu tinha acabado de comprar, mas como no novo já tinham armários na cozinha, eu dei um novo uso a ele, transformando-o em rack para TV, apenas virando-o de ponta cabeça. Deu super certo!

Gostaram das ideias? Você usa algum móvel tradicional de forma diferente na sua casa?
Fonte das imagens 1 2 3 4 5 6

24/04/2015

Como usar móveis Vintage

A “tendência” vintage existe há pelo menos 10 anos e se mantém firme e forte — porém mesmo assim uma dúvida ainda paira no ar: como, afinal, usar móveis antigos sem criar uma casa caricata?
Antes de tudo é bom lembrar que vintage e retrô não são a mesma coisa. Vintage é o termo usado para definir móveis e objetos originais de época: por exemplo, uma cadeira produzida nos anos 50 e preservada até hoje. Já a palavra retrô nomeia itens cujo desenho é inspirado em décadas passadas, só que são fabricados atualmente, como uma cadeira com pés palito, estilo anos 50, criada no ano passado.
Misturar épocas na decoração é divertido e atual, mas não exatamente fácil. O primeiro passo é procurar referências e imagens inspiradoras relacionadas ao assunto, e reuni-las, tentando analisar o que te agrada mais em cada uma das fotos — podem ser as cores, o tom da madeira, os quadros… Só assim você consegue filtrar e entender suas preferências. Quer um empurrãozinho? Então confira agora espaços cheios de dicas para quem ama o universo vintage e links estratégicos para você ampliar sua pesquisa.
Vitrine de relíquias
Os donos da sala de estar abaixo sabem muito bem a diferença entre uma coisa e outra. André e Vivian passaram a se interessar por móveis antigos quando estavam decorando seu apartamento alugado. Com pouca grana para investir em peças novinhas, eles começaram a pesquisar lugares que vendiam artigos usados. Aos poucos o casal se encantou pelo tema e em alguns meses decidiu abrir sua própria loja vintage, a Apartamento 61. Hoje em dia o tal apê se transformou em uma espécie de acervo vivo, um lugar onde os dois convivem com o que mais gostam e ainda expõem os produtos da marca.
Ficou intrigado por essa história e quer saber mais??? Acompanhe-a por AQUI e descubra muitas outras fotos lindas do apartamento.
Uma peça ou outra
Ter uma casa toda antiguinha é um pouco demais pra você? Então comece aos poucos, com um móvel ou objeto de cada vez. Também não precisa se prender a regras e evitar misturá-lo com algo moderno demais – dê-se a chance de arriscar. Quem faz isso muito bem é a blogueira Mandi, doVintage Revivals. Apaixonada por itens com história, ela costuma resgatar peças em mau estado e restaurá-las com tinta, lixa, novos pés, puxadores… As duas fotos abaixo foram retiradas do site dela e revelam um pouco dessa ousadia: a primeira traz uma cômoda de madeira inserida em um contexto atual (com direito à pintura geométrica na parede e tudo) e a segunda mostra um mix de gaveteiro garimpado + tapeçaria étnica + planta pendurada + textura de tijolinhos. Ufa! Parece muita coisa, mas ela fez dar certo. Digamos que ela é uma guru do “vintage da vida real”.
Entre veios e cores
Um ambiente ótimo para começar a aplicar esse estilo é a sala de jantar. Além de existirem inúmeras cadeiras antigas e interessantes à venda por aí (o que facilita, e muito, a busca), esse espaço é feito para receber convidados, então merece detalhes especiais. Você pode escolher assentos de modelos iguais ou descombinados, mas uma boa forma de amarrar toda a composição é através da madeira. Sabe aquela neura de que o tom da madeira do móvel precisa combinar com o tom do piso, das janelas, das portas…? Então, esqueça! Na verdade variar veios e tonalidades traz movimento e acaba criando uma paleta aconchegante. É claro que quem quiser ousar com cores fortes também pode – aliás, se esse é o seu caso vale conferir o trabalho dos arquitetos Antonio Ferreira Jr. e Mario Celso Bernardes, especialistas em usar o vintage em aplicações fora do óbvio.
Mapa da mina
Uma das maiores dúvidas de quem quer aderir ao estilo é onde encontrar móveis e objetos acessíveis – sim, porque a maioria dos antiquários têm preços ainda mais altos do que as lojas de design contemporâneo. Dá até para entender que uma peça que necessitou de restauro ou com um desenho que marcou época tenha um valor agregado, mas infelizmente não é todo mundo que consegue bancar esse custo. A alternativa “pé no chão” são os brechós de itens usados, eventos do tipo família vende tudo ou lojas menores de bairro – onde rola negociar com os proprietários pessoalmente.
Também é importante lembrar que essa atmosfera antiguinha pode ser conquistada através de elementos diferentes, como tecidos com estampas retrô, um tapete herdado da sua avó, pôsteres garimpados em feirinhas, luminárias trabalhadas… Até o revestimento do banheiro consegue inspirar uma aura do passado (comprove na foto abaixo).
Agora que você já sabe onde procurar referências bacanas e onde comprar o mobiliário, não tem mais desculpa. Pode virar vintage desde já!

Tudo lindo, né?
BeiJUcas!

22/04/2015

Sofá: Faça Você Mesmo

Tá sem grana pra comprar um sofá, mas tá precisando urgentemente de um que atenda às suas necessidades e expectativas (e que caiba no seu bolso)? Seguem algumas dicas e inspirações...

PALLETS

O velho e bom pallet nunca sai de moda... É só achar onde tenha, quem venda ou doe, colocar um colchão velho, uns puffs ou futtons em cima, muitas almofadas e tá pronto seu sofá novo!



Esse você aprende a fazer AQUI.


BLOCOS DE CONCRETO

Acabou a reforma na sua casa e não sobrou dinheiro pro sofá, mas sobrou tijolo ou blocos de concreto? É só empilhar à sua maneira, colocar uma almofadas por cima, e tá pronto seu lindo sofázinho!



Neste caso os blocos serviram de sustentação (pés), e as toras de madeira tornaram-se o assento. Legal né?


ERA UMA VEZ UMA CAMA

Sua filha já cresceu e pediu uma cama de casal pra dormir, e você ficou sem saber o que fazer com a caminha antiga (porém nova) dela? Pronto! É o novo sofá da sala de TV!




COLCHÃO NO CHÃO

Tem um monte de colchãozinho feio perdido pela sua casa (e das suas irmãs) e tá pensando em jogar fora? Não faça isso! Olha que linda essa sugestão!


E aquele seu colchão caidinho que também ia pro lixo pode, com certeza, ser encapado e virar um lindo sofázinho, não?



SOB UMA BASE (PRÉ EXISTENTE)

Você que é metido a marceneiro, carpinteiro ou pedreiro podia muito bem fazer uma base bonita como estas pra jogar um colchãozão em cima e virar o destaque da sala né?





Qual você, qual ideia gostou mais?

BeiJUcas! :*